Budapeste: Memorial “Sapatos às Margens do Danúbio”

Budapeste é uma cidade que me impressionou em vários sentidos: história rica, povo forte e sofrido, monumentos deslumbrantes, a beleza do Rio Danúbio e uma memória impregnada nas ruas da cidade. Um bom exemplo disso é o Memorial  “Sapatos às Margens do Danúbio”.

Memorial "Sapatos às Margens do Danúbio"

Memorial “Sapatos às Margens do Danúbio”

Bem próximo ao Parlamento Húngaro encontramos o Memorial, discreto, mas de uma força que não exige maiores explicações. Percebe-se claramente que aqueles sapatos são símbolos de uma tragédia provocada e eles atraem muitos visitantes que ficam chocados, como eu.

O Memorial fica bem próximo ao Parlamento Húngaro

O Memorial fica bem próximo ao Parlamento Húngaro

A população tem muito respeito pela sua história, marcada principalmente pela invasão dos nazistas e depois ficando sob o controle da União Soviética, imperando o Regime Comunista por 40 anos.


Booking.com

O Memorial “Sapatos às Margens do Danúbio” é um dos registros que contam um pouco dos tristes episódios da história húngara e que faz com que a memória nunca se apague, principalmente em relação aos abusos, mal-tratos e desumanidade sofridos pelo povo húngaro.

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Flores enfeitam alguns sapatos, ao fundo o Castelo de Buda

O monumento foi idealizado pelo cineasta Can Togay e o artista que o produziu foi o escultor Gyula Pauer, ambos húngaros e nascidos em Budapeste.

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Sapatos infantis

Uma triste homenagem

Uma triste homenagem

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio


Booking.com

Três placas fixadas ao chão exibem os dizeres: “Em memória às vítimas assassinadas no Danúbio pelos militantes da Cruz de Flecha, no período de 1944 a 1945. Produzido em 16 de abril de 2005.”

Uma das placas em húngaro

Uma das placas em húngaro

Placa em inglês

Placa em inglês

A história por trás do Monumento diz que inúmeros judeus foram perseguidos e capturados pelos nazistas em Budapeste e enfileirados às margens do Rio Danúbio.

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Como naquela época os sapatos eram considerados bens de valor, os homens, mulheres e crianças eram forçados a retirá-los e logo após, mortos por tiros na nuca ou alvejados, seus corpos caíam no rio e eram levados pela correnteza.

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Sapatos infantis ao lado de outros que sugerem ser os da mãe

Até hoje as pessoas colocam velas e flores nos sapatos e fazem orações pelas vítimas, uma forma de prestar homenagem à elas.

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

Os sapatos recebem flores

Memorial Sapatos às Margens do Danúbio

e velas como homenagens

E o Memorial serve também como alerta contra as atrocidades cometidas aos povos no passado e presente, embora ainda estejam acontecendo horrores diante dos olhos do Mundo que assiste à tudo perplexo e aterrorizado. Mas isto é outra triste história!



Booking.com

Mondial Seguros

Gisele Prosdocimi

Gisele Prosdocimi

Amo viagens, fotografia e gastronomia, posto tudo aqui no blog com o objetivo de informar, registrar e compartilhar lugares e momentos maravilhosos com as pessoas que também curtem estes hobbies.
Gisele Prosdocimi

Últimos posts por Gisele Prosdocimi (exibir todos)

7 comentários sobre “Budapeste: Memorial “Sapatos às Margens do Danúbio”

  1. Pingback: Országház - O Parlamento Húngaro - Nýr Dagur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *