DICAS DE VIAGEM – Cuidado com os golpes!

Viajar é muito bom!!! Mas e quando algum imprevisto acontece??? A coisa pode desandar e aí é correr atrás do prejuízo.
O post de hoje é um alerta sobre algumas das inúmeras situações desagradáveis que podem nos acontecer em viagens e como exemplo, cito algumas que presenciei e que aconteceram ou estiveram prestes a acontecer comigo.
Viajar é bom demais!!!
A primeira tentativa de um golpe foi quando fui à Paris pela primeira vez. Quando estava chegando para visitar o Museu D´Orsay, fui abordada por um senhor de meia idade, que me mostrou um anel dourado bem grosso. Ele falava em francês e entendi que ele estava querendo me dizer que aquele anel poderia ter sido perdido por mim. Agradeci e segui em frente, em direção ao meu objetivo. Ele me chamou de novo e insistiu para que aceitasse o anel e mais uma vez agradeci e fui embora.
Isso não passa do famoso golpe da pessoa que acha um bem “de valor” e tenta receber uma recompensa por entregá-lo ou deixar com você o objeto por “um preço módico”.
Desconfie de pessoas que se aproximam de você com algum objeto, querendo negociar ou te dar algum “benefício”, ou de objetos achados no chão ou em bancos.
Achava que este golpe, tão comum no Brasil, não fosse aplicado no exterior.
Tirei esta foto, já dentro do Museu D´Orsay, do ponto onde o evento aconteceu.
A segunda vez foi na Estação de Trens em Roma, a movimentada Termini, de onde chegam e partem trens de/para vários destinos europeus.
Estávamos aguardando nosso trem parar, já na plataforma que dizia o bilhete, quando fomos abordados por uma jovem que puxou conversa e se ofereceu para nos ajudar a encontrar nosso vagão. Achei que fosse uma passageira como nós e quando entramos no trem ela se afastou e surgiram alguns rapazes que pegaram nossas malas de nossas mãos, como querendo ajudar a colocar nos maleiros do trem. Não deu tempo de recusar a ajuda, eles já vão pegando e fazendo o “serviço”. Malas guardadas, procuramos nossos assentos e eles passaram pedindo dinheiro para todos os passageiros que ajudaram, de forma constrangedora, meio que exigindo o pagamento pelo serviço.
Demos um valor que achamos razoável e um rapaz ficou pedindo mais. Eu disse que não e ele me olhou com cara feia, não olhei mais para ele e aí foi embora.
O melhor nessa hora é ter um volume de malas que você e seus acompanhantes consigam carregar e acomodar sozinhos, para não precisar da “ajuda” dessas pessoas de má fé.
Os bagageiros dos trens são altos, o que faz com que muitos aceitem ajuda com as malas pesadas
A terceira situação aconteceu no Aeroporto Internacional de Miami, quando estávamos embarcando de volta para o Brasil.
Chegamos algumas horas antes do embarque e o check-in ainda não havia sido aberto. Como meu filho quis assistir o jogo do Brasil da Copa do Mundo em um dos restaurantes que transmitia, ficamos só eu e meu marido aguardando o horário em um daqueles bancos de passageiros do Terminal de Embarque.
Como ainda não havíamos despachado as malas, ficamos rodeados por elas e conversando. De repente, um rapaz bem vestido, ficou um pouco só distante de nós falando ao telefone. Até então, nada que causasse suspeita. O tempo foi passando e eu estava tão distraída que não percebi mais o rapaz que continuava lá, me acostumei com a presença dele.
De repente, meu marido me perguntou:
– Você não está achando estranho este cara parado aí o tempo todo falando ao celular? Tô achando que ele tá de olho em nossas malas só aguardando um descuido nosso.
Me assustei com o que ele disse e olhei de repente para o rapaz, como que reparando bem nele. Como por encanto, o mesmo desinteressou do assunto no celular e saiu de fininho o mais rápido que pôde.
Ou seja, percebeu que sua intenção foi descoberta por nós.
O que ele estava aguardando era uma pequena distração nossa para sair puxando uma ou duas malas e fugir dali cheio das “comprinhas” que fizemos lá fora.
Fique bem atento(a) às suas bagagens, porque a porta de saída do terminal é muito próxima e pode não dar tempo de ver quem pegou ou saiu arrastando suas malas com seus pertences.
Cuidado com os golpes
Andando sobre o chão de corais do Aeroporto de Miami. Lindo, mas fiquem de olhos bem abertos
Gisele Prosdocimi

Gisele Prosdocimi

Amo viagens, fotografia e gastronomia, posto tudo aqui no blog com o objetivo de informar, registrar e compartilhar lugares e momentos maravilhosos com as pessoas que também curtem estes hobbies.
Gisele Prosdocimi

Últimos posts por Gisele Prosdocimi (exibir todos)

2 comentários sobre “DICAS DE VIAGEM – Cuidado com os golpes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *