BRUXELAS – Vale a pena visitar o Museu da Cerveja?

Visitar o Museu da Cerveja em Bruxelas é um programa que atrai muita gente logo de cara, mas será que vale mesmo a pena conhecer?

Objetos expostos no interior
Localizado no ponto mais nobre de Bruxelas, turisticamente falando, a Grand Place, considerada uma das mais belas praças do Mundo e centro de todas as atenções na cidade. Afinal, se você foi a Bruxelas e não conheceu a Grand Place, você não foi a Bruxelas.

Relíquias arquitetônicas emolduram a Grand Place
O prédio é uma graça, lindinho, enfeitadinho de flores, com detalhes em dourado, logo você pensa, como eu: – Quero ir!!! 

Fachada do Museu da Cerveja

Ainda mais para quem é apreciadora de museus e de cerveja, conhecer um pouco da história da bebida no país que produz várias das melhores do mundo, seria um ótimo programa, mas foi? Definitivamente não e eu vou explicar aqui o porquê.

A indicação do local pintada na parede, já achei estranho.
A escada que leva ao porão do prédio

Para visitar é só descer os degraus de madeira que dão acesso a um porão com três pequenos ambientes e se identificar aos atendentes que ficam servindo cerveja em um pequeno balcão, como um visitante interessado em conhecer o espaço. 

A placa improvisada avisa do valor da visita e da cerveja incluída

O visitante será encaminhado ao último ambiente com cadeiras comuns, para assistir a um vídeo chatérrimo, em uma tela pequena, com imagens da história e produção de cerveja, ao lado de dois tonéis de inox. 

A pequena sala de projeção
com uma pequena tela
Tonéis de inox 
criam um “certo ar de cervejaria”
Pior apresentação impossível para um lugar que se define como “Museu da Cerveja”. Fala sério!!!
No catálogo que nos foi entregue constava o logo dos Cervejeiros Belgas (Belgian Brewers), embaixo à esquerda
Tonel suspenso

Cada visitante tem que desembolsar 5 euros e tem direito a uma taça de cerveja, que achei de boa qualidade sim, justiça seja feita.

Placa de boas vindas e de novo o preço com a degustação
A cerveja é do tipo pilsen

As únicas coisas que gostei foram: a cerveja, a choppeira antiga linda e o primeiro ambiente que é decorado com peças antigas que criam um espaço temático, mas nada parecido com um “museu”.

Com meu marido e
ao lado do balcão com a linda choppeira de porcelana, eu ainda estava feliz. 
Objetos antigos
decoram
o primeiro ambiente.
Nenhuma plaquinha
identificava a história, data
ou origem de cada objeto.
Para que serve esta engenhoca com este sapinho em cima?

Como ficamos 6 dias na cidade, achei que não atrapalhou em nada nossa programação por lá, mas considerando que nem todos tem este tempo, acho mais útil se dedicar a atividades muito mais interessantes, que não faltam em Bruxelas, inclusive gratuitas.

As pessoas também 
não pareciam
nada animadas com o local

A mais alegrinha era eu

Além de tudo, cervejas boas você encontra em todos os lugares por lá, inclusive com preços mais módicos, então para que perder seu tempo em um lugar sem maiores atrativos? 

Objetos de madeira
Como estávamos vindo de Budapeste, já sabíamos que Köszönöm significa obrigado em húngaro.

O caldeirão das gorgetas (tips) agradecia em vários idiomas, mas com certeza devia estar vazio.

Finalizando, achei a maior furada, pegadinha para turistas desavisados mesmo. Então já que te avisei aqui, corra desta cilada, que é mais uma das inúmeras espalhadas por este mundo afora.

Gisele Prosdocimi

Gisele Prosdocimi

Amo viagens, fotografia e gastronomia, posto tudo aqui no blog com o objetivo de informar, registrar e compartilhar lugares e momentos maravilhosos com as pessoas que também curtem estes hobbies.
Gisele Prosdocimi

Últimos posts por Gisele Prosdocimi (exibir todos)

12 comentários sobre “BRUXELAS – Vale a pena visitar o Museu da Cerveja?

  1. Marília Assis

    Interessante você comentar sobre esse museu, eu também não gosto. É importante que os turistas não sejam enganados por esses museus pequenos em que a maior intenção dos donos é apenas pegar dinheiro das pessoas. Existem outros passeios bem melhores na Bélgica.
    Abraço.

    1. Gisele Prosdocimi Autor da Postagem

      Que bom que concorda comigo, Marília. A minha obrigação como blogueira é passar a verdade para o leitor, mesmo que seja do meu ponto de vista, e é assim que um blog consegue a credibilidade necessária para prosseguir informando. Muito obrigada por sua presença aqui e um grande abraço.

  2. Julia Igreja

    Nossa, que doido. Pelo nome e dado onde fica – em Bruxelas – eu nem hesitaria em conhecer! Ia sair que nem doida para ver tudo. Sou muito fã de museus e de cerveja então .. kkkk
    Mas que pena que é uma droga 🙁 As fotos mostram bem isso. Mas foi como você falou, se a pessoa tiver tempo por lá, acho que até vale dar uma passadinha, mas quem estiver mais corrido, melhor esquecer.
    Que bom que você foi sincera! É sempre importante!
    Beijos

  3. Nini Ferrari

    Eu fiquei um mês em Bruxelas e decidi não ir nesse museu, nem no do chocolate… Senti que era meio pega turista… Ainda bem que eu não perdi nada mesmo… hehehe… Muito melhor visitar uma verdadeira fábrica!!!

  4. Melissa Lima

    Aiiiii! Bruxelas! Batata frita no cone com maionese e rodízio de cerveja com mariscos! A-MO! Tomei muita cerveja aí, mas não fui nesse museu! Mas apesar de tudo te rendeu boas fotos! Nunca é desperdício! 😉

  5. UMA SENHORA VIAGEM

    acho ótimo ler posts sinceros. Qunado a atração é boa devemos divulgar e quando não é mais ainda pois como vc disse tem gente que fica numa cidade poucos dias e, às vezes, se mete numa furada.
    Ainda não conheço Bruxelas mas quero conhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *